© Copyright 2016  Casa Ventura | Feito por Fla Roma Marketing

April 7, 2019

July 4, 2018

February 2, 2018

December 20, 2017

November 23, 2017

Please reload

Posts Recentes

AMAR A DISTÂNCIA

April 7, 2019

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

BORDANDO SINCRETISMOS

February 2, 2018

Serenidade...

 

Você sabe o que é?

 

O termo foi criado pela primeira vez pelo escritor inglês Horace Walpole e dizia respeito ao

modo como os príncipes de seu romance encontravam caminhos felizes em situações

inesperadas.

 

O dom de atrair sorte tem tudo a ver com a história da Bruna e do Rubens. Foi escapando de

uma festa ruim que os dois se conheceram. Não é preciso muito tempo ao lado deles para

perceber que esse encontro precisava ter acontecido :) Há muita sintonia nos planos que eles

têm para o mundo e pra eles próprios, nada mais natural que o acaso tenha os colocado lado

a lado (obrigada Sr. Acaso, por tê-los trazido pra perto da gente).

 

A Bruna é escritora e já bordava palavras antes de aprender a mexer com linhas e cores.

“Parece que viver é desenhar “, dizia em seus votos. “ Te amo dentro de você, sem sair de

mim”. Havia muitos outros poemas seus espalhados pela decoração a fim de contagiar os

desaviados nessa onda amor fortuito. Bruna bordou símbolos de sorte no seu vestido, no

lenço do Rubens e nos broches que cada padrinho e madrinha carregaram. Levou no dedo o

anel da avó do Rubens.

 

O Rubens por sua vez tratou os detalhes com uma mistura rara de carinho e objetividade.

Cuidou de fazer com que cada parte importante estivesse realmente presente e entregou

flores à sua amada durante a montagem do buquê a caminho do altar, tal qual na origem do

costume.

 

A Bruna e o Rubens tiveram um casamento natural porque escolheram olhar com atenção e

prestar homenagem às dádivas da natureza: o tempo, as cores, a sorte. Construíram uma

cerimônia linda e cheirosa, rodeada de alecrim, pimentas, lavandas e pessoas sorridentes.

O por do sol e a noite estrelada foram saudados por muita, muita dança! Teve fado, vira,

música tradicional judaica, pagode e gipsy kings.

 

Fortuitidade é o que desejamos para vocês, pessoas queridas.

 

Um beijo e um abraço nosso,

 

Bianca Ventura